Fim de férias…

Caros amigos,

após um mês viajando estou de volta a Brasília e, por conseguinte, ao trabalho e aos meus estudos. Desde o dia 26 de dezembro do finado ano de 2009 estive me dedicando à sublime arte de “colecionar memórias”, conhecendo novos lugares, comendo boa comida, estando com a família e me aprimorando na prática do ócio. Para não dizer que nada fiz de produtivo, realizei algumas leituras de textos científicos para minha dissertação, mas confesso que não foram muitas. A maior parte do tempo foi investida em lazer e descanso merecidos, diga-se de passagem, em função de tudo o que foi realizado ao longo do ano.

Apesar de ter me ausentado um pouco deste nosso espaço de compartilhamento, de maneira alguma o esqueci, pois foram várias as ideias que tive para novos posts, as quais pretendo materializar ao longo dos próximos dias.

Enfim, é muito bom estar de férias, mas também é bom voltar pra casa, retomar as atividades e iniciar um novo ano repleto de novos desafios a serem superados. Espero que em 2010 possamos ser cada vez mais colaborativos e assim intensificar nosso compartilhamento de ideias e nossa criação de conhecimento.

Grande abraço e um excelente ano para todos nós,

Marcelo Mello

Anúncios

Mais uma vez, de volta…

Caros amigos,

andei bem ausente deste nosso espaço de compartilhamento e reflexões nas últimas semanas, primeiramente por que estive de férias por 15 dias lá no meu querido Paraná e ao retornar na semana passada decidi me dar mais algum tempo antes de retomar minhas atividades de leitura e reflexão que fomentam as humildes inserções neste blog.

A grande novidade é que tranquei o Mestrado, pois estava sentindo que precisava de um pouco mais de tempo para amadurecer minha pesquisa. A minha ideia é continuar com meu trabalho durante este segundo semestre de 2009 e retomar o curso no início do ano que vem, já com minha dissertação bem adiantada.

De qualquer forma, estou de volta à minha jornada de transformações e descobertas e pretendo continuar dividindo com vocês os tesouros que, com certeza, irei encontrar pelo caminho.

um grande abraço,

Marcelo Monteiro de Mello

Em férias…

Após um semestre bastante intenso, tirei duas semanas de descanso para repor as energias e passar o Natal junto com minha família e meus amigos no Paraná.

garfield

Não foi um ano fácil, mas acredito que consegui superar todos os desafios que se apresentaram. No mestrado, conclui mais 10 créditos, cursando as disciplinas de Estudos Dirigidos, Aprendizagem Organzacional e Gestão de TI. Todas elas se mostraram experiências de aprendizagem fantásticas e, sem dúvida, agregaram muito ao meu processo de formação. No trabalho, bem, também lá esse foi um ano intenso em experiências de aprendizagem, sobretudo no que diz respeito às interações com minha equipe. Tive a oportunidade de implementar algumas ações que demonstraram ser possível construir um ambiente de trabalho saudável e fundamentado na confiança e no respeito entre todos, e que, desse ambiente, podem surgir resultados bastante superiores àqueles obtidos por meio do tradicional (e falido) comando e controle.

ensaio-sobre-a-cegueirapresenca

Bem, como não poderia deixar de ser, durante as férias tenho aproveitado também para fazer algumas leituras que ficaram prejudicadas em função da correria ao longo do semestre. Estou focado basicamente em duas obras: “Ensaio sobre a cegueira” de José Saramago, e “Presença” de Peter Senge, C. Otto Scharmer, Joseph Jaworski e Betty Sue Flowers. Espero, em breve, compartilhar aqui minhas impressões sobre esses livros.

Por enquanto é só, um grande abraço e até o próximo post.

Marcelo Mello

De volta ao trabalho…

Olá amigos,

após três excelentes semanas de férias (afinal, a vida precisa de pausas) estou de volta à rotina de trabalho e estudos neste segundo semestre de 2008. Sem dúvidas alguma, será um semestre bastante intenso e repleto de desafios. No Banco do Brasil, estamos em meio a um complexo e gigantesco processo de incorporações, envolvendo vários bancos estaduais, o qual exigirá de toda a organização um comprometimento excepcional e levará ao limite nossa capacidade de inovação e adaptação às mudanças. Já no programa de Mestrado, este será um período de extrema importância, no qual estarei cursando as disciplinas de Gestão de TI e Aprendizagem Organizacional, além de realizar estudos dirigidos na área de Trabalho Colaborativo (área na qual pretendo realizar minha pesquisa). Enfim, tenho certeza que serão muitas as oportunidades de aprendizado, as quais irei compartilhar com vocês neste espaço de socialização, e espero que, ao longo dos próximos meses, possamos intensificar nossa interação e, cada vez mais, trocar idéias e criar conhecimento.

Estudar

Um grande abraço e vamos em frente,

Marcelo Mello

A vida precisa de pausas.

Olá pessoal,

primeiramente, quero comunicar a vocês que, há uma semana, estou em férias. Passei esta última semana viajando e acabei não escrevendo nenhum post. Tenho que admitir que no início eu estava propenso a escrever, mas acabei decidindo ficar alguns dias “desconectado” e dedicando todo o meu tempo para descansar, passear, jogar conversa fora ou, simplesmente, ficar sem fazer nada. Confesso que, num primeiro momento, isto me pareceu um pouco complicado, desligar-me de todo o aparato digital que nos cerca, mesmo que somente por alguns dias, não foi uma tarefa das mais fáceis, mas com um “pequeno incentivo” de minha esposa eu consegui e gostaria de dizer que foi muito bom.

Recentemente escrevi um post sobre a pane no sistema da empresa Telefônica e comentei sobre como nosso modo de vida é dependente dos sistemas de informação e comunicação (clique aqui para ler). Tal dependência tem, com certeza, uma razão operacional, afinal de contas tais sistemas viabilizam uma infinidade de atividades fundamentais de nossa sociedade. Contudo, acredito que esta dependência tem também um considerável aspecto pessoal, que se origina do hábito que adquirimos de estar 24 horas online. Estamos sempre checando nossas contas de email, visitando nossos cursos online, acessando o home banking, lendo a versão digital de nossos jornais preferidos, trocando mensagens instantâneas ou escrevendo o próximo post de nosso blog pessoal. Não importa exatamente o porque de nossa conexão, mas o fato é que o ritmo frenético do mundo nos condiciona a estarmos sempre ligados, conectados, online.

Há poucos meses atrás, um grande amigo, provavelmente percebendo o ritmo acelerado de minha vida, enviou-me um texto muito interessante chamado “Os domingos precisam de feriados” (clique aqui para ler). Este texto, escrito pelo rabino Nilton Bonder fala fundamentalmente da importância de inserirmos pausas em nossa correria diária e nos convida a refletir sobre o tratamento que damos este bem tão precioso chamado tempo. Após esta última semana, tenho que fazer coro com o rabino Nilton: a vida precisa de pausas, sejam elas longas como umas boas férias ou curtas como uma simples caminhada no parque, mas precisamos inserir pausas em nossas vidas para recarregarmos nossas energias, refletirmos sobre nossas ações, planejarmos nossos próximos passos, ou apenas para respirarmos e então retomarmos, com serenidade e firmeza, nosso jornada tão cheia de desafios. Acredito fortemente que devemos sempre buscar o equilíbrio a fim de que possamos alcançar nossos objetivos sem deixarmos pelo caminho nada que nos seja caro.

Um grande abraço,

Marcelo Mello (ainda em férias)